Você foi forjada para viver nesses dias

0

Conversas previsíveis nos corredores da igreja, o medo e a ansiedade fazem uma enorme sombra em nossas almas. Nossos pastores buscando alternativas para reunir a congregação, para alimentar o rebanho do Senhor. Ovelhas balindo, gemendo, chorado. Um rebanho assustado, pastores desgastados. Todos sob a graça do Bom Pastor.

Não sabemos muito bem se as novas formas de comunhão serão suficientes para mantermos nosso espírito aquecido, mas estamos buscando ficarmos acesas. A guerra contra a morte se evidencia. Nossa vidinha rotineira saiu do cantinho do comodismo e entrou em um lugar amplo e desconhecido da crise sanitária. Oramos mais hoje. Oramos pelos desconhecidos, pelos perdidos, pelos nossos amados. Nos aventuramos em novas formas de aproximação, entramos naquela vida retangular, eletrônica, torcendo para que isso nos dê algum alcance excepcional. Queremos nos comunicar: ­- Ei, você aí do outro lado do planeta, como estão as coisas? – Já tem vacina disponível para você? – Seu marido conseguiu um novo trabalho? Ah, é temporário, mas que bom que terão um sustento. – O seu menino se adaptou aos estudos dessa forma? – Seus pais, ainda seguem em isolamento? Ah, sim. É mesmo difícil ficar sem contato com as pessoas queridas. – E o grupo de leitura, continuam se reunindo virtualmente?

Essa longa conversa que não cessa, a qualquer momento temos uma nova comunicação. Estamos ainda com tantas adaptações e vislumbrando o tempo em que a vida voltará ao normal.

Mas o que é mesmo o normal? Será que já não é tempo de aceitar que nada será como antes? A roda já foi inventada e temos o Deus soberano que controla cada volta da roda. Temos um Deus que tem todo o sistema da vida em suas mãos onipotentes. Ele continua cuidando de toda a imensidão do universo, ele sustenta o mundo, mas ele também cuida dos pequenos detalhes de seu coração temeroso. Ele vê a mortandade ao nosso redor, ele se entristece com nossas tristezas, ele lamenta o nosso lamento. No entanto, ele é o dono da vida (lembrei de um hino!), ele dá vida a quem ele quer, ele recolhe quem ele quer, ele tem misericórdia de quem ele quer.

Olhe para quem o Senhor é, ele não muda, é o mesmo, ele será o mesmo. Ele conhece o que pensamos e o mais íntimo de nosso coração. E você precisa saber que Deus, o Todo-Poderoso, escolheu você e eu para vivermos exatamente nessa era, exatamente nesse lugar em que estamos hoje, exatamente nessa situação mundialmente afetada por um vírus. Ele já sabia sobre o vírus, ele já sabia que você e eu estaríamos aqui, ele nos preparou para o aqui e agora, e isso não poderá nos arrancar de suas mãos! Não! Não poderá!

Não pare de respirar antes do tempo. Inspire e expire. Viva. O Senhor tem planos para sua vida nesse contexto exato em que ele te colocou. Olhe para o seu Criador, busque nele o que você precisa para hoje. Viver o hoje sem preocupar-se com o amanhã é um exercício de obediência a Deus. É o que te livrará da ansiedade perniciosa. Olhe para o Senhor, imite o Senhor e depois olhe ao seu redor, quem precisa de você hoje? Talvez uma criança que Deus deixou aos seus cuidados de mãe. Ou talvez seus pais idosos que não podem mais locomoverem-se com tanta liberdade. Ou será uma vizinha, um amigo, um conhecido que poderá receber seu consolo. Alguém aí pertinho que você pode cuidar com um pequeno gesto, uma boa e encorajadora palavra. Alguém que fará com que você tire o foco de seu medo, ansiedade e lance você como luz na vida de outros que estão com a vida mais precária do que a sua.

Olhe para o alto: Amor. Ame. Imite. Olhe em seu entorno: um miserável. Ame. Pratique. Deus preparou você para viver o dia de hoje, no lugar que você está, com as pessoas que a cercam. Deus te capacitou para atravessar a fornalha ardente do medo e sair do outro lado com o coração queimando de amor.

Não tema, pequenino rebanho.

Avante, ovelha!

Devocional Original: Voltemos ao Evangelho.

você pode gostar também Mais do autor