Você está preparada para aconselhar as que sofrem?

0

Algum dia do passado você já esteve destroçada, estilhaçada, arrasada mesmo? Numa ocasião como esta, mesmo que você não peça formalmente socorro, pode ser que uma pessoa próxima a você, que conheça sua tragédia pessoal, lhe ofereça algum tipo de ajuda. O conselho a alguém que está passando por uma crise, um desastre ou qualquer evento que extraordinariamente roube sua estabilidade, pode causar mais danos do que benefícios.

Estamos o tempo todo recebendo ou oferecendo algum tipo de conselho tanto para coisas pequenas:

“— Não coloque tanto açúcar em seu café”

“— Leve um agasalho quando sair de casa.”

Como para as muito importantes:

“— Você não deveria se separar de seu marido.”

“— Este emprego não é bom o suficiente para você, saia desta empresa, você pode conseguir algo melhor.”

Por compaixão, algumas de nós, mulheres cristãs, temos vontade de ajudar, de prestar algum auxílio que faça a dor cessar e o mundo daquela pessoa voltar à ordem cotidiana. Porém, muitas vezes usamos mais o senso comum para oferecer ajuda do que uma palavra bíblica que console o coração do entorpecimento da dor.

“Não que, por nós mesmos, sejamos capazes de pensar alguma coisa, como se partisse de nós; pelo contrário, a nossa suficiência vem de Deus.” 2 Coríntios 3.5

A Verdade

Ovelha, somos o povo da Verdade, e nosso conselho não se baseia em contos fantásticos, nem em ditados populares, nosso conselho deve ser pleno da Verdade, da Graça e da Misericórdia de Deus.

Entendo que quando ouvimos a palavra Aconselhamento nos vem a mente um pastor ancião, sentado em seu gabinete atrás de uma sólida mesa de imbuia, olhando para nós por cima de seus óculos. Mas você, como ovelha do Senhor Jesus, também é chamada para participar desse serviço.

Sei que parece uma enorme responsabilidade ministrar à vida de uma pessoa que está sofrendo. Sim, é mesmo uma grande responsabilidade, mas nosso Senhor te chamou para isso ele não vai te desamparar, ele vai te capacitar na medida em que você se comprometer, se empenhar, se mover em direção ao seu chamado de “Aconselhem-se uns aos outros”.

Cada vez que uma mulher cristã se propõe a abrir sua boca para dar um conselho ela está sendo sal e luz para o corpo de Cristo e livrando outras mulheres de acreditarem em fábulas desse mundo.

Prepare-se

O conselho que sai de nossa boca deve ser sólido, devemos saber aconselhar com a Palavra de Deus. Você conhece a Palavra? Com certeza uma mulher cristã que participa regularmente do culto a Deus tem ouvido todo o Conselho de Deus e está sendo preparada para ministrar esse conselho à uma irmã.

O seu momento particular com o Senhor, lendo sua Palavra, meditando em tudo que você tem conhecido de nosso Senhor te tornarão apta cada dia mais para aconselhar.

Ore ao Espírito Santo e peça que ele te forneça o texto bíblico que poderá ilustrar a situação da mulher aconselhada, ele te fará lembrar, ele prometeu que faria. Ore ao Espírito Santo que transforme o coração de quem está sendo aconselhada.

Aconselhe

Eu quero encorajá-la a andar com as mulheres que sofrem, elas são muitas e os sofrimentos são diversos. É importante nos lembrarmos que o Senhor nos envia e vai conosco, Emanuel. O Senhor nos consola e nos faz consoladoras. O Senhor é o Maravilhoso Conselheiro, onde estiverem duas mulheres reunidas em seu Nome ele é o principal Conselheiro.

Não se esquive do aconselhamento bíblico, pois quando a verdade é proclamada há libertação, há transformação da mente, há vida nova, Deus é glorificado e damos testemunho de seu Reino!

Avante, ovelha, Deus é contigo!

Fonte: Voltemos ao Evangelho.

você pode gostar também Mais do autor