Uruguai o pais mais secularizado da América do sul

Artigo

0

O Uruguai é considerado também a nação mais secularizada da América do Sul. Aproximadamente 25% dos uruguaios não seguem nenhuma religião. Cristãos são pouco mais de 60%, dos quais a maioria é católica.

O campo uruguaio foi aberto pela Junta de Missões Mundiais em 1975. São 40 anos de um árduo trabalho de testemunho do Evangelho e plantação de igrejas.

A primeira missionária enviada para o Uruguai foi Eunice de Brito, que ficou um curto período. O casal Geraldo e Elvira Rangel serviu de 1975 a 2004, sempre em cooperação com a convenção batista do país, na revitalização de igrejas e organização de uma Escola de Missões.

Atualmente, nossa equipe de missionários tem atuado na plantação de duas igrejas em Montevidéu e no apoio a uma congregação, com atividades para crianças desfavorecidas. A missionária Clélia de Oliveira está atuando também em um trabalho voluntário no atendimento a pessoas com tendências suicidas, que fazem parte da triste estatística do país.

Ore agora pelo Uruguai, para que o secularismo deixe de fazer parte da vida dos uruguaios. Dobre seus joelhos em intercessão para que a voz de Deus chegue, através de nossos missionários, aos uruguaios.

Perfil
Encravado no mapa entre o Brasil e a Argentina, o pequeno território do Uruguai abriga uma população de cerca de 3,5 milhões de habitantes. País conhecido pela pecuária, com destaque para a produção de lã e carne, o Uruguai tem o espanhol como língua oficial, e sua capital é Montevidéu.

O país é sempre lembrado pelos fãs de futebol por ter organizado a primeira Copa do Mundo e ter se tornado o primeiro campeão mundial da modalidade esportiva, em 1930.

O padrão de vida é um dos melhores do continente, a ponto de o Uruguai já ter sido chamado de “Suíça sul-americana”. Sua longa tradição democrática e de liberdades civis foi interrompida, a exemplo de seus países vizinhos, por um período ditatorial, de 1973 a 1985, quando o país foi governado por militares. O Uruguai teve um dos regimes mais duros da América Latina nessa época, e vários crimes, como assassinatos, desaparecimentos e torturas, foram cometidos por agentes do Estado e integrantes de forças de resistência.

Na atualidade, o Uruguai está mais presente nos noticiários por causa das recentes medidas de descriminilização do aborto até a 12ª semana de gestação, a regularização da união entre pessoas do mesmo sexo e a legalização da maconha para consumo pessoal.

Fonte:http://missoesmundiais.com.br/noticias/chamados-para-orar-pelo-uruguai/

você pode gostar também Mais do autor