QUAL É A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO CRISTÃ MISSIONÁRIA?

0

O Dia da Educação Cristã Missionária foi comemorado na última sexta-feira (23). A data é uma homenagem não apenas às instituições bíblicas que têm capacitado pessoas para o cumprimento do seu chamado em Deus, mas também aos milhares de homens e mulheres que renunciaram as suas vidas e se deixaram ser lançados por Jesus às nações. Muitas dessas pessoas matriculam-se em universidades, seminários teológicos ou centros de preparação missionária a fim de obter preparação para anunciar o Evangelho.

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

No dicionário Michaelis da Língua Portuguesa, educar significa instruir, transmitindo conhecimento, ou, ainda, oferecer (a alguém) conhecimentos e atenção especial para que possa desenvolver suas capacidades intelectuais, morais e físicas. Logo, nesse contexto de educação missionária, a Igreja de Cristo é instruída a como viver e pregar a Palavra de Deus, com fervor e excelência.

Jesus é o nosso modelo perfeito. Ele, segundo a Enciclopédia da Bíblia – Cultura Cristã, do autor Merrill C. Tenney, é descrito como “mestre” cerca de 50 vezes nos evangelhos (Novo Testamento). Cristo pregou para multidões, instruiu na sinagoga, além de ensinar as Boas-Novas para os discípulos. Esses seus alunos mais íntimos foram ordenados a também fazer discípulos. Mas será que a igreja contemporânea tem cumprido o seu papel de fazer discípulos?

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

O MUNDO E OS CRISTÃOS

Segundo a Organização das Nações Unidas, a população mundial estimada é de aproximadamente 7,6 bilhões de pessoas. Em 2015, segundo o instituto de pesquisas Pew Research Center, esse número era um pouco menor (7,3 bilhões de pessoas), e o cristianismo representava (e ainda representa) o maior grupo religioso do mundo, com 2,18 bilhões de adeptos na época.

Até 2060, segundo o Pew, a população deve aumentar para 9,6 bilhões, e o esperado é que 3,1 bilhões sejam cristãos, ou seja, 34% da população. Um dado preocupante é que o número de muçulmanos deve crescer 70%, ou seja, muito mais rapidamente do que de os cristãos. Como resultado, serão 3 bilhões de muçulmanos, ou seja, 31% da população. Por outro lado, as outras religiões, como hinduísmo e budismo, devem constituir uma porcentagem pequena da população global em 2060.

Dentro desse contexto, os cristãos precisam despertar-se para o chamado de Deus, para a ordem de Jesus a toda a Igreja registrada em Mateus 28.19,20: “Portanto, vão e façam discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo, ensinando-os a obedecer a tudo o que Eu lhes ordenei. E Eu estarei sempre com vocês, até o fim dos tempos”.

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

EXISTE CHAMADO MISSIONÁRIO?

É comum o entendimento, no nosso contexto cristão, de que fazer missões é responsabilidade apenas de alguns cristãos. É comum também a crença de que esse termo deve ser usado apenas para aqueles poucos que deixam a sua cidade natal e partem para sofrer em terras distantes. Contudo, essa compreensão é equivocada, pois a missão de Deus é para todos os cristãos. Como confirmou o professor, teólogo e missionário Maisel Rocha em seu livro “Quem quer ser um missionário?”, “somos todos chamados por Deus a cruzar a fronteira entre a Luz e as trevas, entre o que ´é Reino´ e o que ainda não é. Quantas e quais fronteiras geográficas cruzaremos nesse percurso dependerá do direcionamento específico do Espírito Santo para cada um de Seus servos”.

“Todo cristão aqui ou é um missionário, ou um impostor”, frase célebre presente em um dos sermões do avivalista inglês e pastor Charles Spurgeon (1834-1892), conhecido como o príncipe dos pregadores, que com a alma cheia de compaixão pelos perdidos pregava a mensagem da cruz para levar os ouvintes a Deus.

MISSIONÁRIOS TESTEMUNHAM

Foto: Arquivo Pessoal

Marlon Mata [Foto: Arquivo Pessoal]

Marlon Mata, pastor da Lagoinha Lagoa Santa, é um desses servos que buscaram conhecimento e qualificação para exercer com zelo a sua vocação. “Ótima experiência que mudou a minha vida e me colocou no centro da vontade de Deus”, conta o missionário, que em 2000 fez o curso de missões do Centro de Treinamento Ministerial Diante do Trono (CTMDT, na época, CFMDT). Ele já realizou viagens missionárias para o Haiti, onde passou dois anos liderando equipes do Centro de Treinamento, e também para o sertão de Minas Gerais, onde atuou durante seis meses.

[Foto: Fanpage Culto Manifeste-Se]

Peter Amicuchi [Foto: Fanpage Culto Manifeste-Se]

Peter Amicuchi, pastor do Culto Manifeste-se, da Juventude Lagoinha Sede, também fez treinamento em um centro missionário, mas na cidade de Curitiba (PR). “Um seminário muito especial, que, além de tratar a vida missionária no campo, também trata a questão de caráter e do aprendizado sobre teologia.” Nesse período, em 2007, ele elaborou um projeto de missões por meio da arte. “Aí que nasceu o ministério Artes Freedom, que já existe há nove anos. Ministramos por todo o Brasil, fora do Brasil, treinando e preparando a Igreja para o evangelismo”, diz o pastor.

Para Priscila Rosa, que atualmente está no 3º período de estudo no Seminário Teológico Carisma (STC), tem sido fantástica e desafiante essa experiência. No futuro, ela deseja se envolver com o ensino teológico cristão em áreas de difícil acesso e trabalhar com alfabetização e evangelização de surdos no nordeste do Brasil. “É essencial que a Igreja cumpra seu papel espiritual pregando o Evangelho, mas é indispensável que se atente às necessidades sociais”, afirma a estudante, que, ao terminar o curso, realizará uma viagem missionária de curto prazo para Lisboa, em Portugal.

Fonte:http://www.lagoinha.com/ibl-noticia/qual-e-a-importancia-da-educacao-crista-missionaria/|

você pode gostar também Mais do autor