Os justos odeiam o que é falso

0

“Os justos odeiam o que é falso, mas os ímpios trazem vergonha e desgraça” (Provérbios 13.5).

Cristo é a verdade. Nele não habita mentira, falsidade e nem maldade. Ele é perfeito. Não vamos conseguir ser perfeitos, mas podemos andar buscando essa perfeição a fim de nos tornarmos mais parecidos com Ele. É como caminhar na praia pisando as marcas dos pés de alguém que já trilhou aquele caminho. Você vai segui-Lo e confiar que está indo pelo caminho certo. Estando Nele, sabemos que andaremos na verdade que é a Sua Palavra.

Muitos colocam máscaras e fingem sentimentos. Podem dizer que gostam de você, mas, por trás, falam mal de você. Ou, então, dizem que tudo está bem, mas por dentro está uma confusão. Não precisamos pôr essas máscaras no rosto. Somos irmãos e devemos poder contar uns com os outros. Não somos crentes super heróis, mas seres humanos normais que passam por muitas lutas e que precisam dividir, com sinceridade, o que tem enfrentado. Temos a necessidade de expor verdadeiramente nosso coração sem fingimento. E esperamos a compreensão dos amigos e irmãos por meio de um ombro consolador ou de um abraço apertado. Como cristãos, precisamos ser verdadeiros com o próximo para que haja mudança não apenas em nós mesmos, mas também no outro.

você pode gostar também Mais do autor