Ore pelo Bangladesh: 41º país na Lista Mundial da Perseguição 2018

#Artigos

0

A realidade de Bangladesh é marcada por conflitos entre cristãos ex-muçulmanos e pessoas adeptas ao islamismo.  Desde o grande ataque à Artisan Bakery em julho de 2016, o grupo Estado Islâmico (EI) reivindicou vários ataques através de suas redes afiliadas, mas o governo negou consistentemente qualquer presença do EI no país. Há muita divergência sobre a influências de terroristas no País.

De uma forma geral, a maioria dos cristãos vive com medo de um possível ataque. Quase 70 líderes cristãos receberam ameaças em seus telefones celulares de grupos islâmicos radicais em 2016 e três cristãos foram mortos no período de relatório da Lista Mundial da Perseguição 2017. Um ano antes, mais de 24 sacerdotes e trabalhadores humanitários em Bangladesh dizem ter recebido ameaças de morte. No mesmo período, três sacerdotes também relataram que escaparam por pouco das tentativas de atentados. O triste saldo foi de 28 pessoas foram mortas, incluindo 17 estrangeiros, dois policiais e seis homens armados. O casamento forçado, a violação, a discriminação na distribuição de recursos públicos e os ataques da máfia contra os cristãos são cada vez mais comuns.

Notas sobre a situação atual

• Em novembro de 2016, mais de vinte líderes humanitários de Bangladesh disseram que receberam ameaças de morte. No início de outubro de 2016, três padres católicos romanos relataram que por pouco eles escaparam com vida de ataques.

• Nos dias 6 a 7 de novembro de 2016, cerca de 2.500 posseiros Santal, na sua maioria cristãos, foram violentamente forçados a abandonar terras disputadas na área de Sahebganj por trabalhadores da fábrica de açúcar Rangpur com o apoio da polícia local. Nos confrontos foram mortos três cristãos, 30 ficaram desaparecidos e dezenas foram feridos. Os atacantes também saquearam as casas e o gado e atearam fogo em aproximadamente 600 casas de posseiros. Isso ilustra que a perseguição também pode ter motivos econômicos.

• As crianças cristãs foram pressionadas a estudar livros com textos do islamismo. O governo de Bangladesh distribui livros com textos islâmicos para todas as escolas, mas os professores não estão fornecendo suprimentos suficientes de livros cristãos para uso na sala de aula.

• Após a conversão ao cristianismo, os ex-muçulmanos são frequentemente impedidos de compartilhar recursos comunitários por causa de sua fé. Muitas vezes, eles são impedidos de trabalhar e um caso foi relatado onde a comunidade bloqueou a estrada.

Pedidos de Oração

Ore para que a pressão da sociedade, em sua maioria islâmica, sobre os cristãos diminua e que o evangelho seja proclamado em Bangladesh.

• Peça a Deus por sabedoria às autoridades do país e que as leis que dizem respeito à liberdade religiosa sejam aplicadas.

• Interceda pelos líderes cristãos que têm enfrentado grandes desafios tanto na evangelização, como no discipulado de novos convertidos.

República Popular de Bangladesh

Fonte de Perseguição: Opressão islâmica
Capital: Dhaka
Região: Sudeste Asiático
Lider: Abdul Hamid
Governo: República parlamentarista
Religião: Islamismo, hinduísmo
Idioma: Bengali
Pontuação: 58
População: 164.8 milhões
População cristã: 866.0 mil

:: Site Portas Abertas

você pode gostar também Mais do autor