O poder da decisão

0

Procrastinação é o oposto da decisão, é uma inimiga comum que todos têm que vencer, pois uma pessoa bem-sucedida é definida pela capacidade de decidir. A maioria das pessoas que não conseguem chegar ao topo, geralmente, é influenciada pela opinião dos outros, é facilmente controlada. Então, quando decidir, permaneça assim, tome suas próprias decisões e vá em frente.

Se uma decisão tem valor, vale a pena apegar-se a ela até que esteja completamente trabalhada. Escolha pessoas que estarão em completa harmonia com os seus objetivos para mantê-las perto de você, pois amigos próximos e familiares, mesmo sem querer, podem dificultar você a alcançar seus objetivos com opiniões levianas. Muitas pessoas carregam complexos de inferioridade por toda a vida, porque pessoas bem-intencionadas, porém ignorantes, destruíram sua confiança por meio de opiniões, críticas e preconceitos.

Indicamos aqui sete passos que você pode seguir para desenvolver a habilidade de tomar decisões:

1)    O autoconhecimento: fortaleça a sua personalidade e a sua coragem avaliando com clareza quais sãos seus valores morais éticos;

2)     Aprenda a resolver problemas, assuma a responsabilidade que lhe cabe em cada situação;

3)    Defina quando decidir por princípios ou por resultados; de preferência, pelos dois critérios;

4)    Estude e planilhe a decisão respondendo perguntas importantes e de forma precisa, tais como: quando?, onde?, quem?, como? e quanto?.

5)    Desenvolva habilidades de comunicação: falar com firmeza e convicção, e um olhar firme, desses que constroem magnetismo atraindo as pessoas;

6)    Aprenda a avaliar suas próprias limitações, pois elas podem estar somente na sua cabeça;

7)    Aceite os erros que poderão ocorrer após algumas decisões que não atenderam às suas expectativas; “o erro é a matéria-prima da experiencia, e a experiencia é a base da sabedoria”.

Tiago, em sua carta, diz: “[…] não duvidando, porque aquele que duvida é semelhante à onda do mar, impelida e agitada pelo vento. Não pense tal homem que receberá do Senhor alguma coisa; homem vacilante que é, e inconstante em todos os seus caminhos. […] Aquele, pois, que sabe o bem que deve fazer e não o faz comete pecado”. (Tg 1.6-8; 4.17)

Se…

Suas desculpas forem substituídas por ações… Decidir exatamente aonde quer chegar… Entender o que de fato te impediu… Der o melhor que puder… Enfrentar os desafios com coragem… Tomar atitudes que façam a diferença… Comunicar amor…

Se tudo isso acontecer, como será sua vida?

Fonte: Lagoinha.com

você pode gostar também Mais do autor