O dever de alertar

0

“Agora pode ir. Quando eu puder, chamarei você de novo” (At 24.25).

Paulo estava no cárcere quando foi levado à presença do governador Félix e sua esposa Drusila. Ao falar sobre o juízo final, o governador sentiu-se ameaçado e terminou a audiência. Félix não se arrependeu, interrompeu o sermão de Paulo dizendo: “Agora pode ir. Quando eu puder, chamarei você de novo”. Ou seja, não deu ouvidos ao alerta de Paulo, para se arrepender de seus pecados e ter uma mudança real em sua vida. Escolheu deixar para “amanhã”, mas esse convite de Deus que ele recusou pode ter sido um adeus para sempre.

fonte: lagoinha.com

você pode gostar também Mais do autor