O descanso da guerreira

0

Ovelha, em todas as batalhas da guerra há tempo para planejar estratégias, tempo para lutar e tempo para descansar.

O cansaço

É necessário sermos vigilantes em nossa jornada como peregrinas, no entanto isso se torna possível quando temos zelo pelo nosso descanso. O cansaço entrava as ações[i] dos soldados em batalha de várias maneiras: soldados cansados não raciocinam bem, suas mentes ficam turvas. Os seus corpos ficam fragilizados, com baixa imunidade, os reflexos se tornam lentos dificultando as manobras de defesa. A fala fica pastosa impedindo que os comandos das estratégias da guerra sejam ágeis. Além disso, quando seu corpo e mente estão esgotados é uma grande indicação de que seu espírito também está sendo afetado, tornando-se enfraquecido, desanimado, indefeso.

Descansar é uma ordem!

Precisamos obedecer ao Senhor dos Exércitos e descansar como ele descansou.[ii] No entanto, muitas vezes queremos fazer por nós mesmas com nossas próprias forças o trabalho do Capitão.

Sobrecarregamos nossos corpos com a falta de descanso. Dormimos pouco, nos alimentamos de qualquer jeito e com pressa para retornarmos às demandas do dia. E assim, dia a dia, nossas forças vão se exaurindo. Um dia, porém, nos defrontamos com nossos limites e percebemos que esquecemos de parar, de desacelerar e de cuidar de nós mesmas. E então, vem a derrocada. Desanimadas, desfalecemos de cansaço. Então…PÁ! Damos um tiro no nosso próprio pé!

Descansar é um importante dever para uma eleita de Cristo estar preparada como uma guerreira de seus exércitos.

É guerra, ovelha, mas o Senhor nos deu o comando de descanso, obedeçamos!

Nosso descanso é Cristo

Nós temos um descanso aqui, Jesus, ele é a nossa paz[iii].

“Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo e aprendei de mim, porque sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.” Mateus 11.28-30  

Está cansada? Descanse em Cristo. Ele nos faz um convite irrecusável: — Vinde a mim, todos que estão cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.” (Mt 11.28). Esse convite vem seguido de uma instrução: de colocarmos sobre nós o jugo de Jesus e não apenas isso, mas também aprender dele. Você sabe o que é um jugo[iv]? Jugo é uma peça de madeira que é colocada no pescoço dos bois quando eles são atrelados juntos para puxar um carro de boi ou uma ferramenta agrícola. O jugo faz com que os dois bois da frente, os que direcionam o carro, andem juntos, no mesmo ritmo, na mesma direção. Então, essa é uma parte do convite de Jesus, andar com ele. Sabe o que acontece quando andamos juntos com Jesus? Nós andamos no ritmo dele, caminhamos por onde ele nos direciona, olhamos para onde ele olha e enxergamos a vida com os seus olhos. Observamos como ele fala, age e reage.

O Jugo de Jesus nos faz andar com ele, juntinhas, tão pertinho dele para que possamos perceber como seu coração bate, então a segunda parte do convite se realiza: — “aprendei de mim”.

Aprender sobre Jesus é libertador. Toda a carga (que nos faz estar pesadas e sobrecarregadas) é lançada fora, porque o amor lança fora o medo[v], a verdade nos liberta[vi], as suas promessas nos dão viva esperança[vii]. Jesus nos dá descanso porque é manso e humilde, ele acalma nossa alma, sua presença nos dá refrigério. O testemunho do que Jesus fez por nós na cruz nos remete para a glória da graça de Deus. Nos transforma em adoradoras em combate. A morte está vencida, nossa última inimiga! VENCIDA! (Eu escutei aleluias?!).

Quando aprendemos de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo nos moldamos a ele, descansamos em sua soberania, folgamos na sua sabedoria, e podemos ser fracas! Transcendemos as nossas lutas sangrentas e, por fé, enxergamos o que há de vir em glória[viii].

O descanso eterno, quem obedece descansa.

Nós esperamos a promessa do descanso mais importante: o descanso eterno! Embora não nos possamos saber o dia e a hora desse dia, a promessa deve nos dar ânimo e confiança na graça futura.
“Porque aquele que entrou no descanso de Deus, também ele mesmo descansou de suas obras, como Deus das suas.” Hebreus 4.10

Os que morrem no Senhor descansam de seu cansaço eternamente:

“Então, ouvi uma voz do céu, dizendo: Escreve: Bem-aventurados os mortos que, desde agora, morrem no Senhor. Sim, diz o Espírito, para que descansem das suas fadigas, pois as suas obras os acompanham.” Apocalipse 14.13

O Senhor nos dará descanso eterno das todas as batalhas. Nenhum outro General pode oferecer essa vitória. Aleluias!

Avante, ovelhas, nossa vitória é eterna!

[i] 2 Samuel 17.2a Assaltá-lo-ei, enquanto está cansado e frouxo de mãos;

Assaltá-lo-ei, enquanto está cansado e frouxo de mãos;

Assaltá-lo-ei, enquanto está cansado e frouxo de mãos;

[ii] Gênesis 2.2-3 E, havendo Deus terminado no dia sétimo a sua obra, que fizera, descansou nesse dia de toda a sua obra que tinha feito. E abençoou Deus o dia sétimo e o santificou; porque nele descansou de toda a obra que, como Criador, fizera.

[iii] Efésios 2.13-14a Mas agora, em Cristo Jesus, vocês, que antes estavam longe, foram aproximados pelo sangue de Cristo. Porque ele é a nossa paz.

[iv] Jugo: peça de madeira usada para atrelar bois a carroça ou arado; canga. Parelha de bois.

[v] 1 João 4.18 No amor não existe medo; antes, o perfeito amor lança fora o medo. Ora, o medo produz tormento; logo, aquele que teme não é aperfeiçoado no amor.

[vi] João 8:32 E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.

[vii] 1 Pedro 1:3 Bendito o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que, segundo a sua muita misericórdia, nos regenerou para uma viva esperança, mediante a ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos,

[viii] 2 Coríntios 4.17-18 Porque a nossa leve e momentânea tribulação produz para nós um eterno peso de glória, acima de toda comparação, na medida em que não olhamos para as coisas que se veem, mas para as que não se veem. Porque as coisas que se veem são temporais, mas as que não se veem são eternas.

você pode gostar também Mais do autor