Não seja precipitado de lábios

0

“Não seja precipitado de lábios, nem apressado de coração para fazer promessas diante de Deus. Deus está nos céus, e você está na terra, por isso, fale pouco” (Eclesiastes 5.2).

É melhor ser apressado no ouvir do que no falar. Quem não consegue controlar a língua tem muitos problemas. Os que muito falam, sem sabedoria, podem acabar fazendo promessas que não irão cumprir. Ou podem ainda acabar tendo conversas que não são agradáveis a Deus. Nessa passagem, ele refere-se a pressa dos homens em fazer votos ou promessas diante de Deus. Se você, apressadamente, faz um voto e depois não cumpre, não é certo. Precisamos cumprir os votos que fizemos ao Criador de todas as coisas. “Quando são muitas as palavras o pecado está presente, mas quem controla a língua é sensato” (Provérbios 10.19).

Portanto, cuidado com o muito falar. Vigie a língua. Use a boca para orar, abençoar, profetizar, confessar, aconselhar e encorajar. “Há palavras que ferem como espada, mas a língua dos sábios traz a cura” (Provérbios 12.18). Deus já conhece o que você fala, antes mesmo de sair o som. “Antes mesmo que a palavra me chegue à língua, tu já a conheces inteiramente, Senhor” (Salmos 139.4). Use a língua para proclamar o Reino de Deus. Proclame a salvação, cura e libertação dada, gratuitamente, por meio do sangue de Cristo.

você pode gostar também Mais do autor