Não há oceano grande o bastante: a beleza de Deus no mundo que ele criou

0

 Quando olhamos para oceanos e montanhas, baleias e ursos, campos e desertos, Deus quer que vejamos a beleza, o poder e a sabedoria em Sua criação e pensemos: “Como Deus deve ser?” Ele quer que surfemos nas ondas que Ele transformou em adoração e subamos nas montanhas que Ele construiu para vê-lo mais.

Transcrição:

Que Deus! Que poder! Por que Ele criou um universo como esse acima de criaturas como a gente? Isso seria exagero? Que universo! E que Deus.

Deus se alegra nas obras da criação porque elas nos apontam para algo além, que é Deus. Deus quer que fiquemos perplexos e admirados com a Sua criação, mas para que nós possamos dizer: “Se as obras das mãos de Deus são tão abundantes em poder, em sabedoria, em majestade, em grandeza e em beleza, como Deus deve ser? Como deve ser o Criador se o Seu estalar de dedos é algo tão majestoso, grandioso e glorioso?”

No final não serão os mares, os oceanos, os desertos, as flores, as montanhas nem as grandes galáxias… Quem irá satisfazer a alma será o próprio Deus. Nada além de Deus poderá fazer isto. As infinitas expansões das galáxias não irão satisfazer meu anseio pelas grandezas, somente o Criador irá satisfazer.

“Bendize ó minha alma ao Senhor, e tudo o que há em mim bendiga o Seu santo nome”.

Por: John Piper.

Vídeo e Transcrição Original: Voltemos Ao Evangelho.

você pode gostar também Mais do autor