Mulher, como você usa o seu tempo?

0

Será que você é como eu que luta contra o relógio todos os dias na tentativa de vencer uma corrida e que, por muitas vezes, ao colocar a cabeça no travesseiro se sente exausta com aquela sensação de ter feito tanto e, ao olhar para trás, verificar que muitas tarefas não foram cumpridas ou foram feitas de maneira apressada, negligente ou simplesmente você tem aquele sentimento de que deveria ter feito outras coisas ou de maneira melhor?

Você já parou para pensar porque isso acontece com tanta frequência? Ou seria você uma exceção? Creio que neste mundo caótico e cheio de surpresas, as mais variadas, boas e ruins,  temos que nos esforçar constantemente para descobrir novas maneiras de otimizar o nosso tempo, um bem valoroso e que anda cada vez mais escasso, a fim de colher melhores resultados das nossas ações, buscando concluir atividades e projetos com mais qualidade. Contudo, com aquela vontade de aprender a glorificar mais a Deus em tudo o que fazemos, desfrutando de uma vida melhor, no nosso lar, nas nossas comunidades e também nos nossos relacionamentos. E para tudo isto precisamos de tempo. Você certamente já ouviu ou pensou nessas frases: “eu precisava que meu dia tivesse umas 36 horas”, “não consigo dar conta de tudo o que preciso com apenas 24 horas”, alguém tem horas pra doar, para vender, pra emprestar?”. “Minha vida está uma loucura”. “Parece que vivo numa montanha-russa”. Não tenho tempo pra nada”.

Temos atribuindo esse discurso sobre a falta de tempo à nossa modernidade, mas na verdade essa maratona já é antiga. Essa questão já foi abordada na própria Bíblia há muito tempo; quem não conhece o famoso texto de Eclesiastes 3[i] que discorre de forma tão bela sobre o tempo próprio para cada coisa? (Recomendo fortemente que você pare tudo o que está fazendo e o leia agora, até mesmo antes de terminarmos este artigo). Há também poetas e filósofos célebres que fizeram suas declarações sobre o tempo.

O próprio apóstolo Paulo em Efésios 5[ii] especialmente do verso 15 a 17 nos deixa uma orientação clara sobre essa questão. Ele se dirige aos Efésios num contexto de que eles deveriam aproveitar as oportunidades daquele momento para anunciar o evangelho porque estavam vivendo dias difíceis na Igreja. Ele os aconselha que  deveriam vigiar seu testemunho tendo um bom comportamento ético e moral  andando de maneira prudente, conduzindo-se de maneira sábia  em meio aos não cristãos.  Esse conselho também é reforçado em Colossenses 4.5[iii] que foi escrito praticamente na mesma época. Então além de observarmos que esta já era uma preocupação nos dias passados podemos aplicar essas palavras ao nosso contexto moderno, posto que também estamos vivendo dias maus e difíceis, e precisamos também dar bom testemunho de Cristo. Devemos nos comportar de maneira sensata, não como loucas, e compreender a vontade do Senhor para assim fazer nossas escolhas a cada dia. Por este motivo, precisamos aprender a remir o tempo, otimizá-lo, a fim de aproveitar melhor as oportunidades, produzindo frutos de nossas ações de maneira a alcançar bons resultados em tudo o que fazemos. Na sequência deste texto Paulo vai orientar sobre como devem ser os nossos relacionamentos, no casamento, com os filhos, no trabalho, ou seja, tem a ver com as diversas áreas da nossa vida para as quais precisamos dedicar tempo.

Então o que devemos fazer a fim de parar de nos queixarmos de não termos tempo suficiente para realizar as obras e as atividades que precisamos e evitar de sermos pegas constantemente pelas armadilhas do relógio e consequentemente da falta de tempo? Como remir o tempo nesses dias maus em meio a tanta correria?

Embora existam diferentes metodologias de administração de tempo e tarefas, existem algumas ideias que podem nos ajudar a fazer isso de forma bastante prática. Os especialistas mais modernos em gestão de tempo, afirmam que o nosso tempo é dividido em 3 esferas. As esferas da Importância, da Urgência e a Circunstancial. Ao analisarmos nossos compromissos e tarefas e ao distribuirmos todas elas em nossa agenda seja ela física, digital, colorida, de papel ou até mental, devemos ter o conceito claro do que cada uma delas representa na minha vida e quanto do meu tempo estou dedicando a cada uma delas para que eu possa fazer as escolhas daquilo que vou fazer no meu dia de maneira sábia e prudente de acordo com a vontade do Senhor. Então é claro que além de aprender a depender de Deus para fazer esta seleção eu posso utilizar essa divisão das 3 esferas a fim de avaliar se estou administrando meu tempo de forma correta e eficaz com o fim principal de entender o meu papel no reino e glorificar a Deus.

A Esfera da Importância

Diz respeito às atividades que fazemos e que são relevantes em nossa vida e trazem resultados a curto, médio ou longo prazo. Em geral, as coisas importantes têm prazos de execução, porém nunca são urgentes, ou seja, há tempo para que sejam realizadas sem pressão e de maneira planejada. As atividades importantes proporcionam prazer ao serem executadas, sendo que a maioria delas é espontânea. Portanto, pode-se esperar para que sejam feitas.

A Esfera da Urgência

Esta esfera abrange todas as atividades para as quais o tempo está curto demais ou já se esgotou. São as exigências que chegam em cima da hora e que não podem ser previstas. Em geral, acabam trazendo pressão, estresse e até mesmo pânico. Para diminuir esta esfera é necessário planejamento no importante e antes de entrar em pânico resolver a situação da forma mais prática possível. As vezes simplismente dizendo um não ou confessando um erro ou pecado que nos induziu a cair nesta situação. Lembre-se que muitas atividades que estão aqui poderiam ter sido eliminadas com antecedência. Então fique sempre atenta ao que acontece aqui. Aprenda com os erros e não os repita. Procure ser sincera e analise atentamente o que poderia ter feito para evitar essas tarefas de se acumularem aqui. Vai exigir disciplina mas com o passar do tempo vamos aprendendo e melhorando esta esfera a cada dia.

Importante lembrar que os fatores tempo, urgência e stress estão diretamente relacionados.

Esfera Circunstancial

Aqui estão as atividades desnecessárias, excessivas ou sem propósito. São os gastos inúteis de tempo, como as horas a mais na internet e demais atividades feitas por comodidade. É a esfera dos acontecimentos que não trazem nenhum resultado prático e não levam a lugar algum. Essa esfera é bastante sutil, porque ao mesmo tempo que é a margem de tempo que me sobra pra eu fazer o que quiser eu posso ficar atropelada pelas circunstâncias dos outros aqui. Esta esfera também é a da comodidade, a zona de conforto, da preguiça. É onde há ladrões de tempo espreitando e atacando todo o tempo. Posso ser surpreendida por alguma circunstância que não estava prevista, mas se eu tenho tempo sobrando resolvo com facilidade. O que fazemos quando chega uma visita sem avisar? Quantas coisas importantes eu poderia incluir aqui a fim de melhorar a minha esfera do urgente?

Planeje o uso do tempo que Deus concedeu a você

Ao analisarmos essas 3 esferas temos um indicador de como está a minha produtividade pessoal, ou seja, de que forma, onde, em que atividades estou empregando as horas que Deus me deu. Uma tríade próxima da ideal deve apresentar resultado próximo de:

Esfera da Importância: 70%; Esfera da Urgência: 20%; Esfera Circunstancial: 10%.

Então, é necessário refletir qual o percentual do meu tempo estou empregando em cada uma dessas esferas e ao fazer esta avaliação sincera terei condições de saber porque exatamente, às vezes, me sinto improdutiva, desorganizada e com aquela sensação de tempo perdido. Isso também me ajudará a compreender porque muitas vezes a forma como tenho me conduzido tem me trazido stress e confusão mental que são comprovadamente, dos maiores fatores resultantes da falta de tempo e que pode e tem afetado a saúde de muitos de nós.

Quando estabelecer a sua programação diária pense em remir o tempo, fazendo as escolhas certas de acordo com o meu papel principal no reino de Deus, selecionando as suas atividades com o pensamento de que esteja comendo ou bebendo ou fazendo outra coisa qualquer, façamos tudo para a glória de Deus. Isso inclui cada uma das atividades que ocorrem dentro do meu tempo e assim teremos mais sensação de realização e produtividade, gerando alegria e contentamento em nosso coração por vezes tão distraído e afadigado com a correria do nosso mundo moderno.

 

[i] Eclesiastes 3.1-8 Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo propósito debaixo do céu: há tempo de nascer e tempo de morrer; tempo de plantar e tempo de arrancar o que se plantou; tempo de matar e tempo de curar; tempo de derribar e tempo de edificar; tempo de chorar e tempo de rir; tempo de prantear e tempo de saltar de alegria; tempo de espalhar pedras e tempo de ajuntar pedras; tempo de abraçar e tempo de afastar-se de abraçar; tempo de buscar e tempo de perder; tempo de guardar e tempo de deitar fora; tempo de rasgar e tempo de coser; tempo de estar calado e tempo de falar; tempo de amar e tempo de aborrecer; tempo de guerra e tempo de paz.
[ii] Efésios 5.15-27 Portanto, vede prudentemente como andais, não como néscios, e sim como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus. Por esta razão, não vos torneis insensatos, mas procurai compreender qual a vontade do Senhor.
[iii] Colossenses 4.5 Portai-vos com sabedoria para com os que são de fora; aproveitai as oportunidades.

você pode gostar também Mais do autor