Louve em meio à alegria

Devocional

0

Há alguém que se sente feliz? Que ele cante louvores” (Tiago 5.13).

O Senhor é nossa alegria e nossa força. Ele é digno de todo o nosso louvor. Por quem Ele é, devemos louvá-Lo. Por todas as Suas obras, devemos adorá-Lo com canções. Por tudo que Ele fez na cruz por nós, suportando tanto dor e humilhação e por tudo que ainda há de fazer em nossas vidas, devemos nos alegrar. Jesus, o justo, morreu na cruz pelos injustos para que nós tivéssemos livre acesso ao Pai celestial. Digno Ele é, pelo preço pago e pelo sangue derramado, de ter nossos joelhos dobrados, nosso corpo prostrado e nossas mãos levantadas em gratidão. Vamos nos alegrar e dar-lhe toda honra, toda glória e todo louvor, porque Ele é santo. E mesmo com a Sua grandeza infinita, teve amor por nós, feitos de barro, e nos convidou para estar com Ele, sentados à Sua mesa.

Nossa maior alegria não deve estar nas riquezas dessa Terra que irão passar. Mas sim no Criador de todas as coisas, onisciente, onipotente e onipresente. Nosso Pai, cheio de amor, compaixão e misericórdia imensuráveis olhou para nós e nos resgatou do Reino das trevas. “Grandes e maravilhosas são as Tuas obras, Senhor Deus todo-poderoso. Justos e verdadeiros são os teus caminhos, ó Rei das nações” (Apocalipse 15:3). Que nosso coração se encha de gratidão e que com tudo que somos e com toda força e entendimento, louvemos ao Príncipe da Paz, Pai da eternidade, Deus forte, Salvador e Senhor.

você pode gostar também Mais do autor