DO POÇO AO PALÁCIO

0

A história de José do Egito é uma das mais lindas narrações bíblicas. Ao lê-la, somos motivados a não desistir dos nossos sonhos. O relato encontra-se no livro de Gênesis, capítulo 37, sendo tema de muitas pregações, minisséries e filmes.

Os sonhos de José revelavam os planos de Deus, e isso o colocava na linhagem dos escolhidos por Deus para receber a bênção.

A rivalidade despertou seus irmãos a ponto de tramarem sua morte. O plano não deu certo, mas eles não desistiram e o lançaram num poço vazio e sem água, até encontrarem uma forma de sumir com o rapaz.

Em poucas horas a vida de José foi totalmente transformada. Seus irmãos resolveram vendê-lo como escravo para mercadores ismaelitas. Levado ao Egito, José foi comprado por Potifar, oficial de Faraó, e passou a trabalhar muito para ele. Certo dia, a mulher de Potifar desejou deitar-se com José, mas ele sabia que isso era errado. A mulher zangou-se e, por isso, mentiu para o seu marido dizendo que José havia tentado deitar-se com ela. Acreditando na esposa, Potifar mandou lançarem José na prisão.

Enquanto preso, José aproximou-se dos presos, ouvia-os e interpretava seus sonhos. O Senhor era com José, e tudo que ele fazia o Senhor prosperava. Após dois anos, Faraó teve um sonho e convocou todos os sacerdotes do Egito, porém, nenhum soube interpretá-lo. O copeiro-chefe lembrou-se do jovem hebreu, e Faraó mandou chamá-lo.

“Ouvi dizer que quando ouves um sonho o interpretas. E respondeu José a Faraó, dizendo: Isso não está em mim; Deus dará resposta de paz a Faraó” (Gênesis 41.15b,16).

José interpretou o sonho dúplice de Faraó, e, por meio desse encontro, uma nova história começou em sua vida.

“E disse Faraó a seus servos: Acharíamos um homem como este em quem haja o espírito de Deus?” Gênesis 41.38).

Esse versículo nos leva a refletir: somos reconhecidos pelo espírito de Deus, que habita em nós?

A interpretação de José trouxe paz e segurança a Faraó. Ele foi reconhecido por sua fé e conduta, conquistando o cargo de governador, sendo autoridade sobre toda a terra do Egito.

O poço e a prisão não foram impedimentos para Deus cumprir Seus planos na vida de José.

Que linda história, cheia de superação: do poço ao palácio.

Amados, não tenham medo! O poço e a prisão são passageiros, Deus irá resgatá-lo.

Fonte:http://www.lagoinha.com/ibl-vida-crista/do-poco-ao-palacio/

você pode gostar também Mais do autor