DIA DOS AVÓS: EVANGELHO TRANSMITIDO DE AVÓS PARA NETOS

0

Dentre as muitas ordenanças dadas aos israelitas nos tempos de Moisés, Deus disse: “Levantem-se na presença dos idosos, honrem os anciãos, temam o seu Deus. Eu Sou o Senhor” (Levítico 19.32). Não foi em vão que foi passada uma instrução para se temer o Deus dos anciãos. Naquela época não havia Bíblia como a temos atualmente. A Palavra era guardava na mente e no coração e repassada pelos mais velhos aos mais novos. No entanto, engana-se quem pensa que essa realidade ficou apenas no passado. Neste Dia dos Avós, conheça a história de uma família em que o Evangelho foi aprendido por meio dos servos mais experientes.

Adelaide dos Santos, de 73 anos, converteu-se há mais de 40 anos, depois que veio de Dom Joaquim, no interior de Minas Gerais, para a capital mineira. “Lá na minha cidade, naquela época, não tinha igreja evangélica. Meus pais se converteram depois que vieram para cá (BH). Por causa disso, eu me converti e os meus irmãos também”, lembra. A história acabou se repetindo anos depois, mas, dessa vez, com o neto de Adelaine, Daniel Cássio, de 21 anos.

Foto: unsplash.com

Foto: unsplash.com

Com a perda do pai aos 6 anos de idade, Daniel foi morar com os avós, quando começou a frequentar a igreja. “Eu e o meu marido [Zé Benedito, de 78 anos] levávamos o Daniel para a igreja quando ele era mais novo. Às vezes, ele não ia com a gente, porque queria ficar no meio da turma, mas eu fazia com que ele voltasse para dentro de casa”, entrega Adelaide.

Daniel confirma: “Naquele tempo, eu ia à igreja só por ir, mas o tempo foi passando e vi que realmente os meus avós eram pessoas de Deus, vi que Deus existia por meio da vida deles. Minha avó, especialmente, é uma mulher de muita oração. Conseguia ver Cristo por meio das atitudes dela”.

Aos 13 anos, porém, Daniel foi morar com a mãe e resolveu parar de ir à igreja. No entanto, a semente plantada pelos avós permaneceu. “Comecei a sair, ‘zoar’ nas festinhas, e minha avó estava sempre atrás de mim, ‘pegando no meu pé’. Mas, quando cheguei aos meus 15 anos, decidi me batizar, entregar a minha vida mesmo a Jesus e, a partir disso, minha vida nunca mais foi a mesma”, diz. “Talvez, se tivéssemos deixado ele conviver com outros [da turma da rua], ele não seria nada do que é hoje. Hoje, ele é uma bênção”, afirma, por sua vez, Adelaide.

Envolvido em vários ministérios, Daniel conta que hoje está firme na mesma igreja que os avós frequentam. “Se hoje sou o que sou em Deus foi porque, um dia, a minha avó não desistiu de mim. Muita gente não acreditava que eu poderia dar certo, mas os meus avós sempre acreditaram em mim e estiveram ao meu lado. Os amo demais e sou eternamente grato a Deus pela vida deles”.

Os frutos de Adelaide, contudo, não pararam em Daniel. “Tenho uns 25 netos, e a maioria vai à igreja. Todo dia coloco minha família no altar [de Deus], peço por aqueles que ainda não se entregaram ao Senhor”, finaliza.

 

Fonte:http://www.lagoinha.com/ibl-noticia/dia-dos-avos-evangelho-transmitido-de-avos-para-netos/

você pode gostar também Mais do autor