Coisas que você precisa começar a fazer

0

Um artigo publicado por um pesquisador da Duke University (USA) em 2006 afirma que mais de 40% das ações que as pessoas realizavam todos os dias não eram decisões de fato, mas, sim, hábitos.

Deste Aristóteles até hoje, os filósofos e pensadores têm passado grande parte de sua vida tentando entender por que os hábitos existem, porém, nas duas últimas décadas, os neurologistas, psicólogos, sociólogos e marqueteiros realmente começaram a entender como os hábitos funcionam e, mais importante, como eles mudam.

Um fator interessante parece ser o fato de que temos tanta facilidade para estabelecer maus hábitos e tanta dificuldade para obter um bom hábito, por isso podemos começar pelas coisas mais simples e que têm consumido o nosso tempo e nossa disposição para fazer as tarefas diárias.

Vejamos seis hábitos simples que se pode adotar para ter uma vida melhor:

1- Não ver o celular ao acordar – isso pode ajudar você a se manter naquilo que é importante ou que foi planejado para aquele dia;

2 – Evitar dormir menos do que se deve – nós precisamos dormir bem. Ao dormir, o corpo se limpa, descansa e armazena energia para cumprir sua agenda. Uma boa noite de sono traz equilíbrio;

3 – Manter o foco – não faça duas ou três coisas ao mesmo tempo. Nosso cérebro é mono tarefa, então, concentrar em uma coisa de cada vez faz o seu cérebro operar de forma mais eficiente, e, assim, o dia se torna mais produtivo e menos cansativo;

4 – Desabilitar todas as notificações do celular, porque toda vez em que ele dá um sinal, você perde sua atenção plena – lembre-se de que uma pessoa manda mensagem na hora em que ela quer, mas será que esta é a hora em que você pode vê-la?

5 – Não esquecer de beber água – um corpo sem água desacelera;

6 – Não terminar o dia com o celular – não leve nada para cama. Prepare-se para um boa noite de sono.

Essas são dicas simples e fáceis de estabelecer como hábitos, bons hábitos por sinal. E lembre-se de que cada um deles de forma isolada vai exercer influências positivas nos outros.

você pode gostar também Mais do autor