A espera é digna de recompensa

0

Uma carta ao meu EU de 20 anos

Aos vinte e poucos anos, eu era recém-casada, com carinha de nova e cheia de esperança. Matt e eu éramos bem viajados. Já havíamos visto quase todos os acampamentos Batistas no Texas graças à sua carreira de pregador itinerante. (Não fique com inveja.) Embora houvessem inúmeras dádivas naquela época, o que marcou esse momento da minha vida mais do que qualquer outra coisa foi a dor de um sonho adiado.

Eu tinha um desejo e sonho ardente de ser líder de louvor e escrever canções para adoração. Eu estava cercada por homens e mulheres talentosos fazendo tal, mas pela graça e desígnio de Deus, eu entrei no ministério apenas em pequenas doses. Eu me sentia estagnada. Eu me sentia inadequada. Havia trabalho a ser feito em meu coração, e o Senhor sabia disso. Eu apenas lutei para ver isso.

Escrevi a carta abaixo para a mulher que eu era, com a esperança de que isso possa ser um incentivo para alguém que esteja lutando com um sonho adiado. Você não está sozinha. Enquanto escrevia isso, encontrei a mim mesma encorajada também. Ainda há lugares que desejo ver Deus trabalhar, ainda há sonhos que adoraria ver cumpridos. Escrever era um lembrete necessário de que ele está trabalhando, mesmo que não seja evidente para nós, e que ele é o sonho melhor do que qualquer outro sonho que ele coloque em nossos corações.


Eu sei que parece que você sempre será frustrada – como se Deus tivesse de alguma forma se esquecido de você ou estivesse agindo apenas como seu cósmico desmancha prazeres pessoal. Enquanto você está atingindo barreira após barreira perseguindo os sonhos e desejos do seu coração, parece que todos ao seu redor estão vivendo sua melhor fase agora. Você está cansada de lutar. Você só quer algo para quebrar seu caminho.

Mas há algo que eu desejo falar que você provavelmente não queira ouvir agora. Eu prometo, porém, que você será tão feliz se você agarrar-se a essas palavras nos próximos anos.

Meus irmãos, tende por motivo de toda alegria o passardes por várias provações, sabendo que a provação da vossa fé, uma vez confirmada, produz perseverança. Ora, a perseverança deve ter ação completa, para que sejais perfeitos e íntegros, em nada deficientes. (Tiago 1.2-4)

Sonhos Quebrados, Desejos Adiados

Sim, esta “provação” não é nada comparada ao que outros que adoram a Jesus estão enfrentando. Você não está sendo perseguida por sua fé; você não é necessitada. Embora você esteja vivendo no deserto do oeste do Texas, você não é uma exilada ou refugiada. No entanto, esta provação se encaixa entre os “diversos tipos”, e, portanto, tem o potencial de fazer uma tremenda obra em seu coração, se você permitir.

Por um lado, não parece que sua fé está sendo testada. Você ainda acredita que Deus é capaz de fazer qualquer coisa; ele apenas está escolhendo não fazer as coisas que você quer que ele faça por você. Parece como uma punição. Parece injusto e confuso. Você não pediu por esses desejos, mas aqui estão eles. Não há nada errado ou pecaminoso sobre eles. Então, o que você tem a ver com eles? Em sua mente, você assume que há duas escolhas: ou ele lhe dá o que você quer do jeito que você quer, ou ele remove fora os desejos.

Amada, há tanto mais.

Veja o que ele está fazendo. Ele está queimando a penugem. Ele está retirando cada falsa viga na qual você construiu sua confiança. Ele está frustrando seus planos para que você desvie os olhos daqueles que te cercam e do vazio que você encontra dentro de si, para vê-lo e amá-lo por quem ele é e não meramente pelo que ele pode fazer por você. Não há trabalho mais vital do que isso. Ele te ama demais para lhe dar o que você quer muito cedo. Eu sei que é fácil para mim dizer quando sei como tudo isso vai acabar – quando sei que você ficará aliviada por não ter conseguido o que pensava que queria da maneira que queria. A pressão e quebra da perseverança fazendo o seu trabalho valem a pena.

Retratos de Perseverança

Então, como a perseverança se parece?

Parece com Jacó lutando com o anjo do Senhor (Gênesis 32.24-32). Ele não fugiu. Ele suportou. Ele lutou com Deus, mesmo quando isto lhe tornou coxo. Ele agarrou-se a sua prezada vida – por uma bênção. Ele não desistiu e Deus também não.

A perseverança se parece com Jó. Ele sofreu horrivelmente. Ele clamou desesperadamente. Ele até lamentou o dia do seu nascimento (Jó 3.3). Ele questionou os caminhos do Senhor e foi confrontado com a beleza espantosa da santidade de Deus. Mas ele não se desviou. Ele foi humilhado na presença de Deus. Ele colocou a mão na sua boca e abriu os ouvidos para o que Deus tinha a dizer. Ele viu corretamente seu esquelético e limitado eu à luz da magnificência de Deus. Ele se arrependeu. Ele orou pelos seus amigos que simplesmente não conseguiram entender pelo que ele estava passando. Deus os repreendeu,  mas ele não repreendeu Jó do mesmo modo. Ele o corrigiu e desafiou e, eventualmente, abençoou-o.

A perseverança parece com Ana. Tudo o que ela queria era um bebê, mas tudo o que ela tinha era o amor de seu marido. Ela chorou. Ela não comeu. Seu coração foi partido em pedaços (1 Samuel 1.6-7). Mas ela ainda foi, ano após ano, com seu marido para adorar e sacrificar ao Senhor em Siló. Ela derramou seu coração  ao Senhor em sua angústia e através de amargas lágrimas. Ela não se conteve. Ela veio honestamente, embora reverentemente, sabendo que o Senhor era o único que poderia fazer algo sobre sua dor. E o Senhor ouviu sua oração. Ele abriu seu ventre e deu lhe um filho que ela devolveu ao Senhor em retorno (1 Samuel 1.19-20).

Perfeito e Completo

Você se lembra quando Jesus disse a seus discípulos: Tenho ainda muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.” (João 16.12)? O mesmo é verdade de mim para você; algumas coisas você aprende apenas envelhecendo. Mas eu direi isto: A perseverança se assemelha a cair adiante na graça de Deus – lutando arduamente, clamando, e trazendo pedaços quebrados do seu coração para o Senhor. É você olhando para Jesus, o autor e consumador da sua fé, que foi perfeitamente perseverante durante a mais excruciante provação (Hebreus 12.2). Ele suportou. Ele clamou. Ele foi quebrado em seu favor, para que a perseverança dele pudesse ser sua perseverança.

Então, quando você estiver no meio do árduo trabalho da perseverança, lembre-se de que não será agradável. E embora você esteja sendo  transformada em “perfeita e completa”, não vai aparentar ou ter a sensação de completa. Mas quem você está se tornando é melhor do que qualquer coisa que você imagina agora – melhor que qualquer desejo ou sonho realizado antes do tempo. Você está se tornando lenta mas seguramente como Jesus.

Seja paciente consigo mesma. Você precisará ler esta carta novamente. De novo e de novo. O processo de se tornar mais perseverante não vai parar até que você veja o verdadeiro desejo do seu coração face a face.

você pode gostar também Mais do autor